O Grupo RBS acredita que, para ser sustentável, deve contribuir com transformações positivas na sociedade, de forma integrada, tanto na economia quanto na realidade social e no ambiente.

Com compromisso histórico com o desenvolvimento do Brasil, acreditamos que o investimento social contribui efetivamente com a busca de soluções para as necessidades das comunidades em que atuamos. Por meio do Investimento Social Privado (ISP), também fortalecemos vínculos com todos os nossos públicos.

Sustentabilidade

Abordagem inovadora de se fazer negócios, no sentido de sustentar a viabilidade econômico-financeira dos empreendimentos e, ao mesmo tempo, garantir a integridade ambiental para as gerações atuais e futuras e construir relacionamentos mais harmoniosos na sociedade, resultando numa reputação positiva e sólida. (Instituto Brasileiro de Governança Corporativa, 2007)

Responsabilidade Social Empresarial

Forma de gestão definida pela relação ética e transparente da empresa com todos os públicos e pelo estabelecimento de metas empresariais que impulsionem o desenvolvimento sustentável da sociedade, preservando recursos ambientais e culturais para as gerações futuras, respeitando a diversidade e promovendo a redução das desigualdades sociais.

Investimento Social Privado

Repasse voluntário e sistemático de recursos privados, de forma planejada e monitorada, para projetos sociais de interesse público.

O que é o Funcriança RBS?

É um projeto do Grupo RBS e da Fundação Maurício Sirotsky Sobrinho, em parceria com a ARBS, que estimula os colaboradores da empresa a direcionarem até 6% um percentual do seu imposto de renda devido para projetos sociais cadastrados nos Fundos para Infância e Adolescência (FIA).

É uma das poucas oportunidades que os cidadão têm de escolher para onde direcionar seu imposto. Com o Funcriança, cada um pode exercer sua responsabilidade social, pois , ao invés de repassar o tributo integralmente ao Tesouro Nacional, você pode destinar um percentual para iniciativas sociais do seu município.

Neste processo, a FMSS seleciona e identifica instituições e projetos aptos a receberem os recursos, e gerencia todo o processo de doação junto aos Fundos para os colaboradores do Grupo RBS.

Como funciona?

Ao declarar seu imposto, em março, o colaborador informará que fez uma doação e o valor será automaticamente descontado da parcela do imposto a pagar ou adicionado à restituição, nos casos em que o contribuinte tem imposto a restituir.

A devolução deste adiantamento para a RBS será feita somente após este processo, a partir de novembro de 2016.

Várias das ações da Fundação Maurício Sirotsky Sobrinho contam com a participação voluntária dos colaboradores do Grupo RBS, desde a sua fundação, nos anos 80. Nesse modelo, a empresa cede horas de trabalho dentro da carga horária dos colaboradores para que estes participem dos projetos, de acordo com as necessidades observadas pela cooperação técnica da Fundação.

Quer saber como participar? Mande um e-mail para a Fundação.

Anualmente a Fundação Maurício Sirotsky Sobrinho destina comuputadores e mobiliários do Grupo RBS para ONGs e escolas que tenham pouca infraestrutura para inclusão digital.

Um exemplo foi a sala doada aos vencedores do Game Logus em 2015  – a Escola Plácido de Castro, em Relvado – a construção de uma sala tecnológica, um espaço criativo, disruptivo e inovador.

Dedos levantados, em um gesto de quem quer fazer uma pergunta. A bandeira institucional, realizada em parceria com o Grupo RBS, listou seis perguntas provocadoras sobre a qualidade de Educação Básica no país e buscou respostas para elas com especialistas de todo o país.